Previous
Next
previous
next

Chris Pfanner

Profissional pela Anti-Hero, Chris Pfanner pode ser parte cigano pelo jeito que ele roda o planeta.

Nascido na Nigéria, ele foi re-locado na Áustria quando era adolescente, se mudou para a Meca do skate Barcelona e hoje vive na Alemanha – tudo isso enquanto viajava o planeta em constantes missões de skate. Enquanto a maioria vê o mundo como uma grande e assustadora massa, Chris já viu tanto dela que hoje deve parecer pequena para ele, o que talvez seja a razão dele olhar para gaps gigantescos e escadas como minúsculos objetos feitos para pular sobre. Dizer que Chris gosta de voar sobre alturas que podem quebrar canelas e explodir joelhos em migalhas é minimizar a história. A energia que ele coloca nos tênis feitos para ele o transformam em uma escolha óbvia para o projeto “Stage 4”. Ele é o primeiro a admitir que não está re-inventando a roda com seu estilo de skate, ele só está deixando a roda maior e mais rápida.

ENTREVISTA

QUAL A MELHOR VIAGEM QUE VOCÊ JÁ FEZ?

Não sei dizer. Todas as viagens foram incríveis em suas maneiras.

SKATISTA FAVORITO DA VANS?

Andrew Allen é demais, tanto sobre como fora do carrinho.

QUAL MANOBRA VOCÊ QUERIA MANDAR MAS NÃO CONSEGUE?

Benihana.

O ÚLTIMO BOM LIVRO QUE VOCÊ LEU?

“J. Edgar Hoover: The Man and the Secrets”. É uma visão decididamente não-amigável do ex-diretor do FBI que se viu como um caçador de homens, serviu para dez presidentes e tentou destruir Martin Luther King. Muitos fatos interessantes!

QUAIS SÃO OS SEUS HOBBIES E INTERESSE ALÉM DO SKATE?

Viajar e andar de bicicleta com meu filho e esposa!