Previous
Next
previous
next

Ray Barbee

Quando a Powell-Peralta lançou o clássico vídeo de skate “Public Domain” em 1988, um skatista se destacou entre o time da Bones Brigade nos quesitos estilo, terrenos, manobras e aquela mágica do skate. Isso marcou a entrada de Ray Barbee na cena.

Enquanto os outros estavam vestidos em roupas de coladas com cores neon e a maioria andava só de vertical, Ray usava jeans modestos, camisetas e camisas de flanela, andava no street e tinha um estilo suave e sem esforços, além de muita improvisação. No ano seguinte que Ray entrou na Vans, a Powell-Peralta lançou “Ban This”, com a primeira parte solo de Ray. Foi um espetáculo que virou o skate de cabeça para baixo com um repertório inventivo de manobras e um estilo suave como àgua. 25 anos depois, o skate de Ray no “Ban This” ainda é um dos mais singulares momentos de um dos mais criativos e inimitáveis estilos no skate. Hoje, além de ser um músico de sucesso – com diversos discos como um artista solo e com outros (com destaque ao The Mattson 2 e o companheiro de Bones Brigade Tommy Guerrero) – Ray continua andando como um profissional da Vans, Element skateboards e outros patrocinadores de peso, enquanto atinge as pessoas ao redor com uma atitude positiva e humilde.

ENTREVISTA

QUAL A MELHOR VIAGEM QUE VOCÊ JÁ FEZ?

Eu fui para a África do Sul uma vez, foi incrível e muito legal de conhecer. Nunca imaginei que teria uma chance de ir lá.

SKATISTA FAVORITO DA VANS?

Mesmo que eu goste muito de caras como Alva, Cab, Christian até Crockett, Berle e Lutheran, meu favorito é Cardiel pelo simples motivo dele ser a maior inspiração para mim. No fim das contas, eu acho que é isso que mais importa – inspirar as pessoas com o que você faz.

QUAL MANOBRA VOCÊ QUERIA MANDAR MAS NÃO CONSEGUE?

Nollie heelflip, Switch Heelflip. Nunca consegui nenhuma delas. Bem irritante.

O ÚLTIMO BOM LIVRO QUE VOCÊ LEU?

Tudo o que eu leio quando tenho chance é a Bíblia e manuais dos meus equipamentos (instrumentos musicais e gravação). Procuro muito informação na internet; o Google é minha biblioteca, mas poucos livros ou romances.

QUAIS SÃO OS SEUS HOBBIES E INTERESSE ALÉM DO SKATE?

Amo estar com minha esposa e meus dois filhos, tocar música e fotografia.